Facebook YouTube
Home / Notícias

Notícias

SESSÃO ESPECIAL

Em referência ao Dia Internacional da Mulher, Plenário recebe representantes da luta pelos direitos das mulheres

Compartilhe
Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter Compartilhe no LinkedIn

O Legislativo realizou uma Sessão Especial sobre o Dia Internacional da Mulher, marcada pelo tema "Pelo direito à terra, à cidade e ao corpo". A celebração proposta pela vereadora Professora Denise Marques(PT), aconteceu na noite da última sexta-feira(6) e contou com a presença de mulheres engajadas ao movimento de luta e resistência, em busca de uma sociedade menos desigual. A proponente deu início a sua fala abordando a desigualdade social e de gênero enfrentada no país, e salientou, a urgência da construção de uma maior proteção contra violência e uma saúde pública de qualidade. Ela defende que o cumprimento dos direitos das mulheres é o caminho para se atingir a justiça social.

 

Segundo dados globais apresentados por Denise, no mercado de trabalho as mulheres ainda ganham 23% a menos que os homens e que uma em cada três mulheres, já sofreu violência física ou sexual, na maioria, pelo parceiro. No Brasil, a situação é mais triste ainda se analisados dados referentes às mulheres negras, elas representam 64% das mulheres assassinadas anualmente. A vereadora defende a necessidade de termos nossas leis e políticas aprimoradas, bem como a transformação da sociedadde através de união para vencermos esses dados e destaca - o compromisso é de todas e todos - . "Pedimos que os homens se unam a nós, nessa luta. É preciso unir forças, independente de siglas ou de gênero, dar empoderamento as mulheres que ainda sofrem nos seus lares", completa.

 

A vice-presidente do Conselho Municipal do Povo Terreiro, Ya Flávia, em seu pronuciamento defende que o dia 8 de março, não é um dia de comemorações e sim de reflexão. "É necessário pensarmos nossa ancestralidade, ver a mulher negra como protagonista dessa história e ver que o feminismo nos trouxe até aqui", diz. O prefeito Alexandre Lindenmeyer(PT), esteve presente na Sessão e falou que apesar do cenário nacional de aumento do feminicídio, índices crescentes de violência contra a mulher, principalmente LGBT e negras, o espaço de debate vem sendo ampliado, e aos poucos, busca-se meios para uma sociedade mais humana e igualitária. Como exemplo, citou algumas conquistas no município, como a criação da Coordenadoria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial, a Coordenadoria Municipal de Políticas Públicas para Mulheres e a Guarda municipal que terá um grupo voltado a Lei Maria da Penha.

 

A Presidente da Comissão Especial da Igualdade Racial e secretária-geral adjunta da subseção da OAB-Rio Grande, Dra. Mauren Lisiane Acosta Amaral, falou sobre a conscientização e luta que marcam o Dia Internacional da Mulher, e que não basta um dia, um mês, mas sim - todos os dias - para que a mulher possa andar em paz na rua, possa vestir-se da roupa que quiser, tenha respeito independente de cor, classe social ou nível intelectual. E que todas tenham consciência da importância de exercitar a sororidade. Que antes de julgar, ofereçam ajuda, apoio umas as outras, para que sintam-se fortalecidas a cada dia.

 

A ocasião que contou com a mesa de autoridades composta, majoritariamente, por mulheres, ainda foi enriquecida com o discurso de outras representantes da luta. A Juíza Titular da Violência Doméstica Contra Mulher, Dra. Denise Dias Freire Gomes; a Promotora de Justiça, Dra. Susiane Mespaque Madruga; a Chefe de Gabinete de Programas e Projetos Especiais da Prefeitura, Darlene Torrada; Reitora da Universidade Federal do Rio Grande, Profa.Dra. Cleuza Maria Sobral Dias; a Profa. Dra. Marcela Wanglon Richter, representante do Movimento de Mulheres do Rio Grande; Coordenadora de Políticas Públicas para Mulheres, Maria de Lourdes Lose; e Karina Rocha, representante do Movimento nacional de Luta pela Moradia;

 

A vereadora Laurinha(MDB) presidiu a Sessão, conforme sugestão do Presidente da Casa Legislativa, Ivair Souza-Vavá (MDB), que entende, que, uma Sessão Especial que trata de homenagear a luta das mulheres por uma sociedade mais igualitária, fosse presidida por uma mulher. No caso, a vereadora 2ª vice-presidente da mesa Diretora da Câmara, foi convidada a essa honra. Laurinha lembrou a luta de tantas outras mulheres, para que neste dia, elas pudessem lá estarem reunidas. E salientou a importância da união de todos em busca de direitos iguais.


Assessoria de Imprensa