Facebook YouTube
Home / Notícias

Notícias

PARLAMENTARES VOTAM REQUERIMENTOS E HOMENAGENS

Compartilhe
Compartilhe no Whatsapp Compartilhe no Twitter Compartilhe no LinkedIn

Na sessão da última quarta-feira, os vereadores aprovaram requerimentos e homenagens

Requerimentos e indicação

O requerimento do vereador Rovam Castro (PT) pede que seja realizada sessão especial em alusão aos 10 anos do serviço municipal de urgência (SMU) e aos 20 anos do serviço de atendimento móvel de urgência (SAMU). A solicitação foi aprovada com 13 votos.

Já os vereadores Giovani Moralles (PATRI) e Cláudio de Lima (PSB) pedem autorização para participar de reunião na Corsan em Porto Alegre no dia 21 de outubro, às 13h30, com a presença do diretor Jorge Melo e do deputado Fábio Branco. O requerimento foi aprovado com 14 votos.

Rogério Gomes (Cidadania) indica que a secretaria de saúde faça a realização de credenciamento de clínica oftalmológica no município, com o objetivo de fazer avaliações e cirurgias para remoção de catarata. Atualmente, a clínica credenciada pelo executivo fica em Pinheiro Machado, o que exige o deslocamento semanal de pacientes para a cidade. De acordo com o parlamentar, o credenciamento de uma clínica localizada em Rio Grande significaria a diminuição dos custos com as viagens, o que poderia resultar em ampliação do número de cirurgias ofertadas. A indicação foi aprovada com 12 votos.

Homenagens

O vereador Flávio Maciel (SD) apresentou um projeto de decreto legislativo outorgando o título de cidadão riograndino a Jonas Olimpio Pereira. Natural do Rio de Janeiro, Jonas é suboficial da Marinha e mestre da banda do grupamento de Fuzileiros Navais em Rio Grande. A proposição foi aprovada com 15 votos.

Já o vereador Rogério Gomes (Cidadania) elaborou proposta legislativa de outorga do mesmo título à delegada da polícia civil Lígia Furlanetto.

Natural de Blumenau, Lígia reside na cidade há 25 anos. Em 2008, foi a primeira mulher a assumir uma delegacia de polícia em Rio Grande, a 1ª DP. Atuou, ainda, como titular da Delegacia do Cassino e da Delegacia especializada no atendimento à mulher (DEAM). Esse ano, tomou posse como titular da 7ª delegacia de polícia regional do interior, sendo também a primeira mulher a assumir esse posto. A homenagem foi aprovada com 15 votos.

O projeto de decreto legislativo de João da Barra (Republicanos) outorga o título de cidadã riograndina à Mara Beatriz Jeck Ayres. Mara é servidora municipal e atua na secretaria da casa legislativa. O PDL foi aprovado com 15 votos.

O projeto de lei de Júlio César (MDB) acresce um parágrafo único ao artigo 1º da lei 4.496/ 1990, que dá a denominação de Dom Frederico Didonet a uma via do município. O PL 283/2019 tem como objetivo designar a Rua Um do Residencial Mar-Luz para levar o nome do bispo, já que até hoje nenhuma via foi denominada assim.

Em sua justificativa, o parlamentar explica que Dom Frederico foi o primeiro bispo da Diocese do Rio Grande, nomeado em 24 de julho de 1971 pelo Papa Paulo IV. Ele recebeu a ordenação episcopal em setembro do mesmo ano, tendo exercido a função até agosto de 1986. Dom Frederico faleceu em outubro de 1988 na Santa Casa de Rio Grande, com 77 anos. O PL foi aprovado com14 votos.

 Assessoria de Imprensa